O Gui e a Leya como complemento familiar


No outro dia estava sentada a ver os nossos dois peludos a brincarem um com o outro e dei por mim a pensar em como a vida é engraçada. 

Dei por mim a pensar como a vinda deste dois seres tinha preenchido a nossa família e a tornado bem mais rica.

Quem visse de fora, facilmente diria que a nossa família já tinha a casa cheia.Animais! Para que?! Uma casa com duas crianças com idades inferiores a 10 anos, é tudo menos silenciosa e arrumada e rotineira. Contudo, e apesar da correria para organizar tudo, os nosso fofinhos conseguiram preencher uma espaço na família que se encontrava perigosamente escondido.

O espaço, vou-lhe chamar, de confidente silencioso...

A verdade é que a chegada, primeiro do Gui e depois da Leya, veio preencher uma forte sensação de pertença, de sermos amados e extremamente necessários para o Todo, que é a família. E fazer entender aos membros mais novos, que todos temos uma função na hierarquia familiar! 

O Gui (foco o Gui, que por ser cachorro, de alguma forma se consegue exprimir melhor através do seu olhar dócil) veio trazer e fortalecer uma troca permanente de afetividade, quer nossa, quer das crianças, o que acredito, nos ajuda a todos a querermos ser melhores. 

O facto do Gui sentir inquestionavelmente um amor incondicional por nós, e ser capaz de o transmitir de uma forma incontestável e irrefutável, que até uma criança de 6 anos entende, é importantíssimo para a formação de caráter de cada um deles.

Acredito que com o passar do tempo, conforme os nossos filhos forem crescendo este dois peludos se tornarão cada vez mais importantes para ouvirem os desabafos silenciosos, que ainda não estarão prontos para comentar com os pais ou os avos, e para simultaneamente lhes transmitirem o conforto que só um animal sabe fazer, através de um olhar, de uma lambidela na hora certa , mas que nos faz entender no fundo do coração que somos o seu mundo.


E quem não gosta de ser o mundo de alguém?


até breve,




Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos