Porque é que os cães lambem os focinhos uns dos outros?


O que poderia ser mais engraçado e fofinho do que ir a passear o seu patudo e este dar um "beijinho" no nariz do amiguinho? Nada.:)

Mas será que isto é mesmo assim? Será esse o motivo? Vamos espreitar :)

Quando se encontram, os cães tendem a analisar-se hierarquicamente. Um cão tímido irá baixar a cabeça, evitando o contacto visual directo com o outro cão e gentilmente estenderá a sua língua para lamber o focinho de um cão mais dominante e confiante.

O primeiro cão lambe o focinho do segundo para confirmar que ele vem em paz, e não quer brigas. Pense nisto como o equivalente a um beijinho social.

Cães que já são amigos também trocam "lambeijinhos" e tomarão conta um do outro. Eles darão um ao outro "beijos de cachorro" como demonstração de afeto e amizade, nada tendo a ver com hierarquia.

Neste cenário, a hierarquia social dos cães não é um problema. Estes cães sabem e confiam um no outro. Por norma os cães amigos cuidam e protegem-se uns aos outros.

Enquanto dono de um patudo, fique atento, caso um cão lamba excessivamente o focinho do seu amigo canino, provavelmente está a tentar chamar a atenção para um problema, que requeira o seu cuidado, como uma ferida, por exemplo.

Filhotes também "lambeijam" as suas mães, mas também neste caso não é sinal de afeto.

Quando os filhotes fazem a transição de mamar para comida semi-solida, eles lambem vigorosamente o focinho da mãe na esperança de comerem algum alimento semi-digerido.

Se tem algum cachorrinho que se comporta desta forma, fale com o veterinário e siga as suas  orientações, para garantir que ele está a receber a nutrição adequada.

 De uma maneira geral, lamber a boca ou o focinho de outro cão ou pessoa é ainda um sinal de submissão.

Se tem um cão tímido e o quer ajudar a fazer amizade com os seus pares, comece por seleccionar cuidadosamente cães confiantes, mas amigáveis e paciente para brincarem com o seu cão tímido, ajudando-o assim a aprimorar as suas habilidades sociais.

Equacione ainda inscreve-lo numa aula de treino focada na socialização, fará certamente toda a diferença para o seu patudo.

Se adoptou um novo cão lá para casa, calma!

Introduza o novo cão aos demais, um de cada vez e deixe as lambidelas entre eles acontecerem naturalmente.

Comece pelo cão menos reactivo ou mais amigável. Nunca force uma introdução entre os cães pois este comportamento poderá aprofundar a submissão do cão adoptivo ou gerar uma luta de poder.

Não interfira quando os cães trocarem entre si "lambeijos". Sente-se e disfrute desta exibição de amizade canina. Em seguida, chame-os e mande-os fazer um comando, como "sentar" ou "dar a pata". Oferecer-lhes petiscos simultaneamente como uma recompensa por serem bons uns para os outros estará a reforçar um comportamento positivo que quer ver repetido.

Se quiserem ver aqui algum tema em particular, falem connosco!

Boa sorte, e até breve!

 

 


1 comentário


  • Ermelinda Correia

    Gostei mais uma informação útil não sabia destes pormenores dos patudos!


Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos