Remédios caseiros para a tosse


Podem ser muitos os motivos que levam os animais a tossir, desde alergias da estação, engasgarem-se com a comida, estarem esfriados ou como sintoma de uma doença mais grave.

Existem algumas opções caseiras que o poderão auxiliar nesta fase, ajudando a entender de qual tipo se trata, contudo se a tosse persistir (por mais de 3 a 5 dias), a visita ao veterinário é obrigatória.

Se a tosse do seu pet não tiver associado qualquer outro sintoma, experimente dar um pouco de mel natural a cada 3 a 5 horas, que ajudará a suavizar a garganta. Chamamos a atenção de que mel em excesso pode causar desconforto no estômago, e que está contra-indicado para cães com menos de um ano;

Óleo de coco - são muitos os benefícios que esta substância pode dar ao seu amigo, se adicionar duas colheres de sobremesa no bebedouro, ajudará a reforçar as defesas, além de aliviar a tosse;

Sumo de pêssego - é uma fruta rica em vitamina A e C que ajudará a fortalecer o sistema imunológico. Caso o seu pet não beba naturalmente, recorra ao auxilio de uma seringa de plástico. Vai valer a pena!

Legumes de folha verde - apesar das nossas mascotes, por norma não gostarem muito, estes legumes são ricos em vitamina C, contribuindo assim para o aumento das suas defesas.

Vapor - quando o seu animal de estimação estiver a dormir, aproxime do focinho um recipiente com água quente. Se lhe juntar uma folha de equinacia (à venda em lojas de produtos naturais), o resultado será melhor; Pode ainda fechar o seu pet no WC, e encher de vapor;

Suplementos de vitamina C - Converse com o seu veterinário sobre a dosagem apropriada;

Alimento húmido - nesta fase, aposte em alimentação húmida, para evitar irritação extra na garganta;

Coleira - apenas coloque a coleira o tempo indispensável, aliviando assim o possível desconforto que possa sentir na região da garganta;

Se tiver mais animais de estimação, evite o contacto entre eles, para prevenir possíveis contágios.

O tratamento da tosse, irá sempre depender da sua causa. Se o seu pet apresentar uma tosse produtiva, não lhe deve ministrar supressores de tosse humana, pois poderão ser tóxicos. Consulte o veterinário da sua confiança e siga as instruções.

Qualquer tosse que o seu animal tenha é motivo de cuidado, desde a mais simples (para a qual demos algumas dicas acima) à mais complicada. Nesta fase o seu pet precisa ser devidamente acompanhado.

Não menos importante, a incorporação de uma dieta apropriada para a idade, as vacinas em dia e devidamente vermifugado, serão medidas preventivas para o seu bem estar.

 E para finalizar, e porque nunca é excessivo....uma dose extra de miminho vai certamente fazer as maravilhas do seu amiguinho, e será aquele 1% extra que fará toda a diferença.

Um pet cuidado, é um pet feliz!

Bjinho

 


1 comentário


  • Ermelinda Correia

    Dicas preciosas para bem cuidar os nossos patudos! Obrigada


Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos