Uma bagunça


Como mãe de dois meninos muito enérgicos, pensava estar preparada para as bagunças do Gui, mas a verdade é que não estava.

É tão diferente de um gato! O gato é super arrumadinho, limpinho, dorminhoco, super na dele. O cão pelo contrário, é brincalhão até a exaustão, e quer porque quer brincar e correr e saltar e lamber...., e se nós, depois de um dia de trabalho, não temos energia, e só nos queremos sentar no sofá e relaxar um pouquinho...não tem problema!! Ele partilha os brinquedos e traz brinquedos para toda a gente! Um a um, num ápice, todos os brinquedos ficam espalhados no meio do tapete da sala, e ele com aquele olhar de cachorrinho...convida docemente para a brincadeira. Monotonia? quem tem um cão, não tem monotonia :)...nem a casa arrumada! :)

Claro está , esta necessidade de estar sempre connosco, de brincar connosco e de nos ter por perto, no extremo conduz a uma grande ansiedade, quando não estamos. Temos feito um grande esforço, para nos ajustarmos e descobrirmos qual a melhor forma de o ajudarmos a lidar com a nossa ausência, e ele aceitar isso da melhor maneira possível.

Não existem formulas mágicas e acho que cada cão é um cão.

Para já, o facto de quando saímos deixarmos a luz acesa, a tv da cozinha ligada (pois ele fica na cozinha e área de serviço) e um brinquedo cheio de petiscos, têm ajudado a que ele fique bem mais calmo

O Gui fez um aninho a semana passada, e descobrimos uns brinquedos da Kong, que têm feito as delicias dele. Para já estão a ser eficazes e super estimulantes e a garantir a diversão dele, durante bastante tempo.

Ele parece lidar um pouco melhor com a nossa ausência. Claro que a bagunça e a correria, essas aumentaram! Mas ele também parece bem mais feliz!

um bjinho


Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos